Baixando Músicas - Hip Hop / Rap, Hungria Hip Hop - Temporal
Download Hungria Hip Hop – Temporal

Hungria Hip Hop - Temporal

Artista: Hungria Hip Hop

Música: Temporal

Downloads: 496 ( )

Ouvir música Temporal

Relacionados a seu interesse:

Temporal Letra

É impossível tentar esquecer
Aquelas treta e o cheiro da merenda da escola
A cada letra que nós canetou, até os professor, dali achava foda
Uma aparência meio fragilizada, era nós de quebrada, nesses sol das seis
E minha mãe tava desempregada, com a agenda lotada pra criar nós três
Dos olhos caiam uma chuva em pleno verão
Em casa faltava até água e chovia unção

Maior que o temporal é a fé que habita em mim
Um vendaval de sonho e realização
Maior que o temporal é a fé que habita em mim
Só vai sentar na mesa quem rachou o pão

Maior que o temporal é a fé que habita em mim
Um vendaval de sonho e realização
Maior que o temporal é a fé que habita em mim
Só vai sentar na mesa quem rachou o pão

“Eu acho que a dificuldade ninguém escolhe passar, entendeu?
A tempestade que vai passar, ninguém sabe
E aqui foi tanta tempestade que a gente aprendeu a dançar na chuva”

Água de mar só me lembra gosto de choro, é salgada, mas ensina mais que professor
E dinheiro nenhum no mundo paga água derramada pelos olhos onde só a alma já nadou
Eu naveguei na tempestade, nós é lenha de verdade, fogo que Deus acendeu e a chuva não apagou.
Num comecei a sonhar brincando, eu comecei a sonhar chorando com a comida quase que o gás acabou
Pensei se a fé for do tamanho de um grão de mostarda
Troco montanhas de lugares na ponta do dedo
E quando eu descobrir a força de cada detalhe, seria covardia minha não ensinar o segredo

Maior que o temporal é a fé que habita em mim
Um vendaval de sonho e realização
Maior que o temporal é a fé que habita em mim
Só vai sentar na mesa quem rachou o pão

Maior que o temporal é a fé que habita em mim
Um vendaval de sonho e realização
Maior que o temporal é a fé que habita em mim
Só vai sentar na mesa quem rachou o pão

Quem acreditou, que abraçou a causa e foi sujeito homem
Não abandonou, hoje bebe o que nós bebe e come o que nos come
E quem me guardou na memória, comemora, que eu sinto que é nossa hora
Em qualquer noite aleatória, onde a saveiro fez história
Só contando as precatória, mandando as dedicatória e o frasco do perfume com o cheiro da vitória

A divisão vai ser igual, não posso fazer feio,
Se eu tenho um acredita, então nós dois tem meio
Qual é a graça do sorriso egoísta que não deu casa pra mãe,
mas só desce champagne na pista aiai

Dos olhos caiam uma chuva em pleno verão
Em casa faltava até água chovia unção

Maior que o temporal é a fé que habita em mim
Um vendaval de sonho e realização
Maior que o temporal é a fé que habita em mim
Só vai sentar na mesa quem rachou o pão

Maior que o temporal é a fé que habita em mim
Um vendaval de sonho e realização
Maior que o temporal é a fé que habita em mim
Só vai sentar na mesa quem rachou o pão